www.flumignano.com
INSTITUTO FLUMIGNANO DE MEDICINA


Registrado no Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio de Janeiro sob o nº 52.1063219

A DIETA DA GRAVIDEZ SAUDÁVEL
Dra. Vanessa de Hiroki Flumignan Bucharles
Ginecologista e Obstetra
vanessa@flumignano.com

A dieta da gravidez é basicamente uma dieta comum, porém balanceada e modificada pela ênfase numa ingestão maior de proteínas com redução dos excessos de gordura e carboidratos. Diariamente, a gestante deve tomar aproximadamente 1 litro de leite, um ovo e uma porção de carne magra. Vegetais e frutas melhoram a função intestinal da gestante, as vezes prejudicada pela constipação, que neste caso recomenda-se ameixa e o mamão. Em caso de azia, deve-se evitar as frutas ácidas. Deve-se também, evitar os alimentos que produzam muitos gazes, como repolhos e cebolas. A ingestão de margarina, manteigas, cremes, macarrão, bolos, tortas, sobremesas, refrigerantes, doces e frituras devem ser reduzidas. Cinco a seis pequenas refeições são preferidas a três grandes. Isto facilita o trabalho intestinal, diminui a produção de gases, a indigestão e a azia. No primeiro trimestre é esperado um ligeiro aumento de peso, sendo que é no segundo e terceiro trimestre é que são ganhos usualmente de 9 a 11 Kg. Aumentos excessivos de peso é desaconselhável do ponto de vista de saúde da gestante, além de ser  anti-estético e não melhorar a estado de saúde do feto. No que se refere a proteínas, é recomendado uma ingestão diária de 76 g durante a segunda metade da gravidez, o que significa 30 g acima da ingestão normal recomendada para adultos. De qualquer forma, a ingestão de proteínas na gestação deve ser liberal. Quanto ao cálcio, recomenda-se 1,2 gramas por dia, que significa aproximadamente 01 litro de leite por dia. Quanto ao ferro, recomenda-se 18 mg /dia, contudo esse objetivo não é facilmente atingido sem alguma suplementação na forma de sais ferrosos. A suplementação de 400 micrograma de ácido fólico é o suficiente para impedir sua  deficiência como causa de anemia. Se houver necessidade de restrição de sal durante a gestação, é aconselhável uma maior ingestão de frutos do mar, para compensar o iodo. Na fase final da gravidez é aconselhável um aumento de 300 a 500 kcal/dia na oferta calórica total, devido ao aumento do metabolismo global. Numa dieta variada e abundante, de modo geral, é dispensável a suplementação de  multivitaminas, porém, em doses adequadas, tal suplementação não traz malefícios. ( Co-autor - Dr. Izidoro de H. Flumignan, crm 52.45054-3, atualizado em 29/01/2010 )

PLANO DE REFERÊNCIA ALIMENTAR PARA A GRAVIDEZ,
 
que deve ser ajustado de acordo com as necessidades individuais.

DESJEJUM

COLAÇÃO

ALMOÇO

LANCHE

JANTAR

CEIA

- Fruta;  Granola; leite integral; ovo; pão; geléia ou requeijão light; chá.

- Leite integral; biscoito água

- Cozido de legumes em abundância; cereais (arroz, feijão, macarrão) com moderação; verduras à vontade; carnes; queijo branco; fruta

- Iogurte; biscoito  água.

- Carne; legumes cozidos em abundância, cereais com moderação, verduras à vontade; chá; fruta

Leite integral, biscoito água.

 

COMENTE E PERGUNTE
 SOBRE ESTE ASSUNTO

Escreva seu nome inteiro,
telefones para contato e cidade onde mora.

Seu e-mail para resposta

COMENTE e PERGUNTE

Obrigado e aguarde a resposta.
Apreciamos sua participação em nosso site.

 

ASSUNTOS RELACIONADOS :

- Diabetes e Gravidez.
- Os Fundamentos da Dieta do Diabético Tipo 2.
- A Dieta do Colesterol.
- A Dieta do Ácido Úrico.
 

 

 PÁGINA INICIAL | EQUIPE MÉDICA | BIBLIOTECA VIRTUALAVISO ÉTICO  | EDUCAÇÃO EM SAÚDE FLASH