Logo IFM

INSTITUTO FLUMIGNANO DE MEDICINA
www.medicina.flumignano.com 
www.vacinas.flumignano.com

Linha azul

VACINAS DA PNEUMONIA
Dr. Izidoro de Hiroki Flumignan  
 crm 5245054-3 - izidoro@flumignano.com

Foto Dr. Izidoro
    Os pneumococos são agentes infecciosos muitos frequentes nas comunidades de todo o mundo e causam pneumonias, otites, sinusites, amigdalites e até mesmo a meningite se invadir o sistema nervoso central.  

    A pneumonia é a mais freqüente infecção pulmonar caracterizada por condensação secretiva dentro do pulmão que pode ser visto pelos diversos estudos de imagem do órgão.  Pode ter vários agentes etiológicos, porém o mais freqüente é o estreptococo pneumoniae, o pneumococo, responsável por mais de 80% das pneumonias.

    A vacina contra pneumonia é preparada com o pneumococo inativado, ou seja, morto, que  quando injetado no organismo estimula o sistema imunológico a produzir anticorpos específicos, protegendo-o da agressão de uma bactéria selvagem. A vacina contra pneumonia é recomendada para crianças, jonvens, adultos e idosos.
   
    As reações adversas de febre, cefaléia ou alergias são raras, sendo comum leve enduração, edema e dor no local da aplicação, que costumam desaparecer em 24 horas ou um pouco mais.  Esta vacinação tem forte indicação para as crianças pois está incluso no calendário de vacinação e para as pessoas com doenças cardiovasculares ou pulmonares crônicas, diabetes mellitus, com esplenia anatômica ou funcional incluindo anemia falciforme e esplenectomia e pessoas que residam em meios sociais especiais de características insalubres.  Também é indicada para indivíduos HIV positivo, leucemia, linfoma, doença de Hodgkin, mieloma múltiplo, câncer generalizado, insuficiência renal ou síndrome nefrótica, para pacientes recebendo quimioterapia imunossupressora - incluindo corticosteróide, que receberam transplante de órgãos ou medula óssea.

    A vacina pneumocócica deve ser administrada, se possível, pelo menos duas semanas antes de esplenectomia eletiva; da quimioterapia programada contra o câncer ou outra terapia imunossupressora ou transplante de órgãos. A vacinação durante a quimioterapia ou radioterapia deve ser evitada. Pessoas com infecção assintomática ou sintomática por HIV devem ser vacinadas assim que possível após a confirmação do diagnóstico.

    A vacina pneumocóccica 25 valente, portanto cobre 25 cepas do pneumococco, porém por ser do tipo polissacarídea, necessita de doses de reforço a cada 5 anos e somente pode ser aplicada depois de 2 anos de idade. A vacina pneumocócica 13 Valente, portanto, cobre 13 cepas é destinada para crianças, jovens, adultos e idosos e apresenta a vantagem, por ser do tipo conjugada, em dispensar as doses de reforço pois produzem imunidade permanente. As duas podem ser aplicadas na mesma pessoa, sendo a primeira do tipo 13 valente e depois de 2 meses a de 25 valente.

    A melhor vacinação para prevenção das infecções do sistema respiratório é através da utilização das 3 vacinas: da gripe + pneumocócica 13 valente + pneumococica 25 valente.   


Artigos relacionados:

- Vacina da meningite -
- Vacina da hepatite  -
- Vacina da gripe  -
- Vacina do BCG -
- Vacinas hexavalentes -


 

COMENTE E PERGUNTE
 SOBRE ESTE ASSUNTO

Escreva seu nome inteiro
 e telefones para contato.

Seu e-mail para resposta

COMENTE e PERGUNTE
ESCREVA ASSUNTO HEPATITES

Obrigado e aguarde a resposta.
Apreciamos sua participação em nosso site.

 



INSTITUTO FLUMIGNANO DE MEDICINA
Av. Nossa Senhora de Copacabana 664/704
- Galeria Menescal -
Rio de Janeiro - RJ - CEP 22050-001
+55 (21) 2549-1155
 +55(21)2548-0472


 PÁGINA INICIAL

  EQUIPE MÉDICA

 NÚCLEOS DE ATENDIMENTOS

 EDUCAÇÃO EM SAÚDE FLASH

 BIBLIOTECA VIRTUAL

Ilustração da família gotinha

Logo FaceBook